Presidente da Anatel fala de desafios e planos frente a convergência

O foco da atual pauta da Anatel centra-se na prorrogação dos contratos de concessão das incubents – Brasil Telecom, Embratel, Telefônica e Telemar –, a vigorar a partir de janeiro de 2006. O quadro complexo dessa renovação introduz o Índice Setorial de Telecomunicações (IST), de uso específico para fins de reajustes tarifários. A tarifa da cesta do Serviço de Telefonia Fixa Comutado (STFC) sofreu reajuste de 7,27% e é o último a ser referenciado pelo IGPDI (8,36%).

Ainda estão sendo incorporados na prorrogação dos contratos de concessão o fator de produtividade; a separação contábil de contas, que vai permitir melhor acompanhamento dos custos por parte da Agência; a tarifação baseada em impulsos, que passará a ser em minutos e vai requerer a reprogramação das centrais; a revenda de serviços; e o aguardado Regulamento Geral de Interconexão (RGI). Para a telefonia social, voltada para a população de renda baixa mais, cria-se a figura do Acesso Individual Classe Especial, do STFC (Aice), o Posto de Serviço e Terminal de Acesso Público (PST/TAP) e a inclusão digital em localidades mesmo sem energia elétrica.

Segundo destacou Elifas do Amaral, a agenda da Agência ainda abrange portabilidade numérica, regulação por poder de mercado significativo (PMS), redução do número de outorgas por serviços e revisão dos regulamentos do SMP (Serviço Móvel Pessoal) e do SFTC. A Agência realiza estudos da terceira geração 3G (celular em banda larga), do uso da faixa de 2,6 GHz para MMDS (distribuição multiponto multicanal) e para SCM (Serviço de Comunicação de Massa), do acesso sem fio banda larga, sem esquecer o impacto que a telefonia IP (Internet Protocol) e da VoIP (voz sobre IP) exercem sobre o modelo de negócios das operadoras fixas.

Leia mais...

TELEBRASIL publica discurso de Blois sobre Sociedade da Informação

O brasileiro Roberto Blois, vice-secretário geral e segundo na hierarquia executiva da União Internacional de Telecomunicações – UIT –, pronunciou, no Hotel Glória, no Rio de Janeiro, esclarecedor discurso na abertura da Conferência Regional da América Latina e Caribe, preparatória da Cimeira Mundial sobre Sociedade da Informação, a ter lugar em Túnis (Tunísia), de 16 a 18 de novembro de 2005.

A TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações, na sua missão de bem informar à comunidade de todos que têm interesse, direto ou indireto, no importante segmento das telecomunicações e da informação, publica na íntegra, em primeira mão, a seguir, este importante documento.

A publicação é de caráter oportuno, num momento que se precede os debates sobre “O aperfeiçoamento do Modelo”, a ter lugar no 49.º Painel Telebrasil, na Costa do Sauípe (BA) de 23 a 26 de junho próximos, dando um senso de perspectiva para a Sociedade da Informação que o mundo objetiva.

Leia mais...

CDG promove Conferência Latino Americana CDMA 2004

O CDG (grupo de desenvolvimento CDMA) promoveu, durante três dias, no Hotel Sofitel, Rio de Janeiro, sua conferência Latino Americana CDMA 2004. O CDG há mais de uma década promove o evento CDMA.

Segundo Celedonio von Whutenau, diretor do CDMA Development Group, foram cerca de 250 participantes, da América Latina, EUA, Europa, Índia, Coréia e China, presentes ao evento, dentre representantes de operadoras, fornecedores de tecnologia, de acesso e conteúdo, reguladores e consultores.

Um dia do evento foi reservado ao roaming, com palestrantes da VIvo, Cibernet, Verisign, Gemplus e Vodafone. O encontro também teve palestras da Anatel, Nortel Networks, Lucent Technologies e Nokia, dentre outras. Luis Avelar, vice-presidente da Vivo, moderou um painel sobre o CDMA2000 para a América Latina. Outro painel mostrou como utilizar bem a rede CDMA na introdução de novos serviços.

Também se debateu como o CDMA450, na faixa de 450 MHz, pode servir para implementar o serviço universal no mercado latino-americano, que teve a participação de Carlos Killian (TMG), Gordon Davidson (Ericsson), Jussi Koria (Huawei) e Luis Cláudio Rosa (Lucent). A área de dispositivos para o CDMA2000 contou com debates da Audivox, Kyocera e Axesstel, coordenados por Hilton Mendes, da Vivo.

Leia mais...

Faleceu Hygino Corsetti, ex-Ministro das Comunicações

Faleceu no Rio de Janeiro, em 25 de abril último, o ex-ministro das Comunicações Hygino Caetano Corsetti, aos 85 anos de idade. Foi titular da pasta das Comunicações de 1969 a 1974, sucedido por Euclides Quandt de Oliveira. O coronel Corsetti, gaúcho, teve como característica gozar de um canal direto para tratar de assuntos de telecomunicações com o presidente militar Emílio Garrastazu Médici. No decorrer de sua gestão, bateu o martelo para o disputado padrão da televisão analógica colorida (PAL-M), implantou a discagem direta à distância (DDD) e incentivou a criação das empresas-pólo de atração. As empresas-pólo, uma por estado – as famosas teles – ajudaram a estruturar operacionalmente o Sistema Telebrás. Deixando o Governo, o coronel Hygino Corsetti ingressou na iniciativa privada, tendo trabalhado em diversas empresas, dentro e fora do setor.

cadastre sua empresa

Convênios e Parcerias

convenios-firmados-telebrasil

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

logo-telebrasil 11

  

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.