Brasil fecha segundo semestre com 40 milhões de acessos em banda larga 4G

dreamstime xl 7506690Brasília, 19/8/16 – O Brasil fechou o segundo semestre com 40 milhões de acessos em banda larga pela tecnologia 4G, de acordo com o levantamento do mês de junho da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). O número de acessos em 4G triplicou desde o fim do segundo semestre do ano passado (202%), com a ativação de 26,6 milhões de novos acessos no período de 12 meses.

Leia mais...

Brasil tem 26 milhões de acessos em banda larga fixa e preço cai 71% em 5 anos

release-017Brasília, 9/8/16 – O número de acessos em banda larga fixa chegou a 26 milhões em maio, com crescimento de 5% frente a maio de 2015. O total de acessos em banda larga, de acordo com o levantamento da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), alcançou 222 milhões, considerando os acessos fixos e móveis.

Leia mais...

STF decide que é competência dos Estados instalar bloqueadores de sinal em presídios

SindiTelebrasilBrasília, 04/08/16 – A responsabilidade pela instalação de bloqueadores de sinal de celular em presídios é dos Estados e não das prestadoras de telecomunicações, assim como diz a Constituição e a Lei de Execuções Penais. Esta foi a decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal (STF), ao considerar inconstitucionais leis dos estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, que transferiam essa responsabilidade às prestadoras de serviços de telefonia. Com isso, a obrigação de instalar bloqueadores para impedir o uso do celular por presos continua sendo do Estado.

A instalação do bloqueador não é inconstitucional, nem foi proibida. Os Estados, como está previsto na legislação, podem, e devem, continuar usando os sistemas de bloqueio, regulados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), para impedir o uso dos celulares que entram ilegalmente nas penitenciárias. É assim no mundo todo. Em vários países, o Estado instala os aparelhos de bloqueio e também adota outras medidas e penas mais severas para quem entra com o aparelho ou usa o celular nos presídios.

A Lei de Execuções Penais, com as alterações empreendidas pela Lei Federal 10.792/03, artigos 3º e 4º, também é explícita em determinar que a responsabilidade por instalar bloqueadores é do Estado. “Os estabelecimentos penitenciários disporão de aparelho detector de metais, aos quais devem se submeter todos que queiram ter acesso ao referido estabelecimento, ainda que exerçam qualquer cargo ou função pública”, diz o artigo 3º. O artigo 4º acrescenta que os estabelecimentos “disporão, dentre outros equipamentos de segurança, de bloqueadores de telecomunicação para telefones celulares, radiotransmissores e outros meios”.

O que foi declarado inconstitucional ontem pelo STF foram as leis estaduais que transferiam essa obrigação para as prestadoras. A Constituição Federal diz é prerrogativa exclusiva da União legislar sobre telecomunicações e a Lei de Execuções penais (7.210/1984) diz que é competência exclusiva do Estado instalar bloqueadores e detectores de metais nos estabelecimentos prisionais, como titular único e exclusivo da obrigação de manutenção da segurança pública.

A Constituição Federal, diz ainda, em seu artigo 144, diz que “a segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”.

É importante ressaltar que as empresas de telecomunicações não são contrárias à instalação de bloqueadores de sinal em presídios e atuam dentro de seu papel designado por lei. O setor de telecomunicações reitera, por fim, que cumpre à risca todas as leis e regulamentos do País, respeitando as regras e obrigações determinadas nos contratos estabelecidos pela União, por meio da Anatel. Além disso, responde prontamente a todas as solicitações de informações feitas pela Justiça.

Contra mais impostos

logo febratel 2-01A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio) e a “Mobilização Contra o Aumento do PIS COFINS” realizam no dia 4 de julho, a partir das 9 horas, na Casa do Empresário (RJ), o seminário “Ameaças de Aumento de Impostos e Seus Impactos Sobre as Empresas”.

A ideia é discutir como a elevada carga tributária no Brasil sufoca o empreendedorismo e inibe a geração de empregos, em um cenário onde a ameaça de aumento de impostos é permanente. Participe! A sociedade precisa estar atenta e mobilizada. ‪#‎contramaisimpostos

Leia mais...

Pagina 10 de 132

cadastre sua empresa

Convênios e Parcerias

convenios-firmados-telebrasil

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.