Leis municipais devem seguir a Lei Geral das Antenas

Leis municipais devem seguir O município de Uberlândia (MG) foi, a exemplo de 2016, o primeiro colocado na edição deste ano do ranking das Cidades Amigas da Internet, entre as 100 maiores cidades brasileiras em população. O Rio de Janeiro também foi premiado, com o título de município destaque, pela evolução apresentada em relação ao ranking anterior, tendo subido 61 posições.

Consolidação é inevitável no mundo da internet e das telecomunicações

Consolidação é inevitável no mundo da internet e das telecomunicações Com a receita de serviços tradicionais em queda e a valorização constante das empresas de internet, as prestadoras de telecomunicações vêm perdendo valor de mercado, o que requer uma reorganização do ecossistema. O diagnóstico foi feito pelo superintendente de Competição da Anatel, Abraão Balbino, durante a sessão temática Mídia, Conteúdo e Telecom: consolidação inevitável. O executivo da agência reguladora sugeriu medidas para reverter o cenário, entre elas, a consolidação horizontal do mercado, para ganhar escala e reduzir a pressão competitiva.

Reforma trabalhista: mais agilidade na relação entre patrões e empregados

reformas trabalhistasAo participar de sessão temática A Reforma da Produtividade, sobre a reforma trabalhista, o relator do projeto na Câmara, deputado Rogério Marinho (PSDB/RN), mostrou-se contrário à adoção de uma medida provisória para esclarecer os pontos pendentes da legislação. Ele defendeu o envio de um projeto de lei com urgência constitucional. "Tudo que não se precisa é de incerteza jurídica no momento de implantação da legislação", reforçou o parlamentar.

De olho no futuro das telecomunicações

de olho no futuroEm 2018, a privatização do Sistema Telebras completa 20 anos, assim como as bases atuais vigentes do mercado de telecomunicações. É o momento de pensar uma agenda do futuro para definir se telecom será uma prioridade nacional para o desenvolvimento econômico e social.

Revolução digital exige o protagonismo das telecomunicações

revolucao digitalTelecomunicações: Um Novo Ciclo é o tema da 61ª edição do Painel Telebrasil, que acontece nos dias 19 e 20 de setembro, em Brasília. E isto só acontecerá de forma efetiva se o Brasil priorizar a banda larga como principal meio de desenvolvimento econômico e social. "É necessário reforçar o papel das telecomunicações na revolução digital", pontua o presidente da Telebrasil, Luiz Alexandre Garcia.
Em entrevista à newsletter da Telebrasil, o executivo ressalta que a conectividade é fundamental para fomentar gestões mais eficientes, com a oferta de melhores serviços ao cidadão brasileiro, e para aumentar a produtividade. Garcia lembra que pela conectividade passam, entre outras iniciativas, as Cidades Inteligentes e a Internet das Coisas.
"O momento é tão significativo para o Brasil marcar seu papel na era digital que insistimos na priorização dos investimentos bons para destiná-los ao aumento da infraestrutura de banda larga em todo o País”, reforça Garcia.

Ajustes são essenciais para o Brasil atrair mais investimentos

ajustes sao essenciais para o brasil atrair mais investimentosOs ajustes essenciais para a geração de um novo ciclo de investimentos em telecomunicações são tema do primeiro debate do Painel Telebrasil, no dia 20 de setembro, em Brasília. Participarão da sessão o presidente da Anatel, Juarez Quadros, e os presidentes Eduardo Navarro, da Telefónica do Brasil, José Félix, da América Móvil, Luiz Alexandre Garcia, do Grupo Algar, Marcos Schroeder, da Oi, e Stefano De Angelis, da TIM. O debate contará ainda com uma palestra do sócio-diretor do BCG South America, Marcos Aguiar.

Políticas públicas: prioridades para uma agenda em prol da banda larga

politicas publicasO Brasil superou, em junho, a marca dos 200 milhões de acessos móveis à Internet. Consideradas as redes de Internet fixa e móvel, os números mostram um total de 229,6 milhões de acessos no País. A expansão dos acessos é significativa, mas ainda é preciso estipular medidas que fomentem levar a banda larga para áreas não atendidas.

Telecomunicações e Internet das Coisas: uma revolução em curso

telecomunicacoes e internet das coisas uma revolucao em cursoAs telecomunicações estão no centro de toda a mudança imposta pela Internet das Coisas, e o Brasil tem todos os requisitos para se tornar um líder global nesta área, mas é hora de criar um ecossistema favorável ao desenvolvimento de negócios. Um dos passos em andamento é a elaboração do Plano Nacional de Internet das Coisas, que exige a abordagem do impacto dos objetos conectados na sociedade, do ambiente regulatório (tanto via Anatel quanto via instrumentos de desoneração fiscal); da infraestrutura e conectividade; inovação e ecossistemas; talentos (capacitação); investimento e financiamento; e internacionalização.

Mercado e governo discutem plano para Internet das Coisas

mercado e governo discutem plano para internet das coisasNa reta final de elaboração, o Plano Nacional da Internet das Coisas será um dos temas dominantes durante as sessões temáticas que abrem a 61ª edição do Painel Telebrasil, no dia 19 de setembro. Mercado e governo vão discutir linhas de ação, prioridades, tecnologia, privacidade, segurança e os ajustes regulatórios envolvidos no ambiente propício ao desenvolvimento da Internet das Coisas.
As sessões temáticas sobre Internet das Coisas irão atualizar o estágio da elaboração do plano nacional, que neste momento desenha o ecossistema produtivo no País, e definir a melhor forma de regulamentar esse ambiente de conectividade plena.

Desafios regulatórios com o novo modelo de telecomunicações

desafios regulatorios com o novo modelo de telecomunicacoesO Brasil prepara um novo modelo de telecomunicações e a Faixa Políticas Públicas e Regulamentação – parte das sessões temáticas da 61ª edição do Painel Telebrasil – debaterá como o País desenhará esse novo cenário regulatório à espera da votação no Senado Federal do Projeto de Lei 79/16.

Municípios colhem os ganhos de serem amigos da Internet

municipios colhem os ganhos de serem amigos da internetA expansão do acesso móvel, principalmente nos centros urbanos, ainda é um desafio frente à burocracia e aos custos envolvidos na ampliação das estações radiobase. Mas há experiências bem-sucedidas e soluções implantadas que podem servir de inspiração às metrópoles.

Nossa Newsletter

cadastre sua empresa

Associados

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

logo-telebrasil 11

  

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.