"Não há provas científicas contra antenas e telefones celulares", diz Renato Sabbatini

12-08-2019-nao-ha-provas-cientificasO CEO e chairman do Instituto Edumed, responsável também pelo relatório científico sobre o tema na Comissão Latino-americana de Altas Frequências e Saúde Humana, assegura que "não há plausibilidade biológica nem efeitos epidemiológicos que justifiquem uma cautela maior com o uso continuado dos celulares."