Teles também recorrem ao MCTI para manter desoneração de smartphones

23/09/2015

O setor de telecomunicações pediu o apoio do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, para evitar o fim da desoneração de PIS/Cofins nas vendas de tablets, computadores e smartphones no varejo, prevista na Medida Provisória 690/2015, em tramitação no Congresso Nacional.No ofício enviado pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), as teles ressaltam que a supressão do benefício prejudicará em maior grau o consumidor, "para quem a isenção destes tributos é totalmente repassada, por meio da redução dos preços dos produtos".

Leia mais...

Setores criticam pacote de medidas do governo

23/09/2015

Alta de tributos terá que ser repassada para o consumidor

ATIVIDADE industrial será afetada. Para a Fiepe "o governo deveria estar enxugando a máquina para cobrir os deficits".

A proposta do Executivo estadual para enfrentamento da crise econômica por meio de aumento de impostos, em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado (Alepe), está sendo combatida pelos setores produtivos.Pela proposta,o imposto sobre Circulação de mercadorias e Serviços(ICMS)ara as empresas de telecomunicações sofrerá reajuste e 28% para 30%, as deTV por assinatura, de10% para 15%. Já tributação sobre a gasolina subirá de27% para 29% e os das motocicletas, de 12% para 18%. Já o ICMS modal (válido para todos os setores que não têm benefícios fiscais) subirá de 7% para 18%.

Leia mais...

42% dos internautas preferem ficar sem água e luz do que sem celular

22/09/2015

Dado é da pesquisa Hábitos relacionados ao smartphone, da Expertise.

Foram entrevistados 1.574 internautas brasileiros com mais de 16 anos.

O que você prefere? Ficar por 24 horas semágua, sem luz ou... sem smartphone? Para quase metade dos internautas brasileiros, as primeiras opções são as mais escolhidas. Segundo pesquisa da Expertise, com levantamento feito pela Opinion Box, 42% dos entrevistados preferem ficar sem água e sem energia elétrica a ter de deixar o celular de lado.

Leia mais...

Brasil terá 304 milhões de linhas móveis em 2018

22/09/2015

Dataxis prevê que importância do mercado móvel nas receitas de telecomunicações crescerá de 65,3% em 2014 para 67,4% em 2018.

Osegmento móvel no Brasil superará os 304 milhões de linhas ativas em 2018, de acordo com dados estimados pela Dataxis no relatório "Telecom Series 2015: Brazil". Esta cifra representará 80,3% do total de acessos de telecomunicações previstos para o ano, no país.

A empresa de pesquisa ressalta que a telefonia móvel se manterá como o principal artifício de crescimento do mercadodetelecomunicações para o período. Prevê que a incidência do mercado móvel sobre o total da receita das telecomunicações crescerá de 65,3% em 2014 para 67,4% em 2018.

Leia mais...

Base de acessos móveis crescerá 8,3% até 2018

22/09/2015

Mesmo mostrando retração nos últimos meses, o mercado de serviço móvel pessoal (SMP) brasileiro deverá crescer nos próximos três anos e exibir uma base de mais de 304 milhões de linhas ativas, segundo estimativa da empresa de pesquisa Dataxis no relatório "Telecom Series 2015: Brazil". De acordo com a Anatel, em julho o País contavacom 281,5 milhões deacessos, mostrando recuo nos dois meses anteriores de mais de 2,7 milhões de linhas. Comparado com dezembro de 2014, a estimativa é de um avanço de 8,3% na base.

Leia mais...

Brasileiros usam mais de um chip no mesmo celular para economizar

18/09/2015

Média é de mais de uma linha de telefone celular para cada habitante.

O esforço dos brasileiros pra economizar algum dinheiro produziu um fenômeno no mercado nacional de telefone celular, porque essa tecnologia foi desenvolvida exatamente para permitir que o dono fosse encontrado por quem liga, mesmo quando ele estivesse no trânsito, fora de casa ou no trabalho. Ou seja, a pessoa teria um número de telefone que o acompanharia o tempo todo, mas para muitos brasileiros não é assim.

Leia mais...

Estudo indica que 41% dos internautas brasileiros com smartphones compram via apps

18/09/2015

O uso de aplicativos móveis para compras de mercadorias físicas está se popularizando aos poucos no Brasil. Nos últimos seis meses, 41% dos internautas brasileiros donos de smartphones fizeram pelo menos uma compra de bem físico através de um app móvel. É o que revela a primeira pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box: M-commerce no Brasil, para a qual foram entrevistadas 1.247 pessoas online, entre 25 de agosto e 3 de setembro. O estudo tem validade estatística, pois respeita as proporções por idade, renda e distribuição geográfica do universo de internautas brasileiros – grupo que corresponde a aproximadamente metade da população do país. O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 2,8 pontos percentuais.

Leia mais...

Inovação reduz custo em todas etapas

10/09/2015

Uso de soluções tecnológicas avançadas garante ganhos de produtividade de até 50% na cadeia logística 

O desafio de obter ganhos de competitividade nas operações logísticas se tomou mais urgente no atual cenário econômico. Empresas do setor reforçaram seus investimentos em tecnologia e inovação, com o uso de ferramentas que possibilitam um controle rigoroso de cada etapa do processo de transporte e armazenagem de mercadorias, das condições técnicas de caminhões até a segurança dos produtos e rotas alternativas.

Leia mais...

CCT suspende contribuições ao Fust

10/09/2015

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) da Câmara aprovou, nesta quarta-feira, 9, o Projeto de Lei 2.217/2015, que suspende as contribuições ao Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) até a aplicação do total arrecadado desde a sua instituição, para atender às finalidades legais para as quais foi criado. O autor da proposta, deputado Sandro Alex (PPS-PR) argumenta que não é justo que a sociedade pague em troca de um benefício que lhe é sonegado, em evidente burla à Lei por parte do governo.

De acordo com o parlamentar, desde 2000 até meados deste ano, o fundo arrecadou R$ 18 bilhões, que foram usados apenas para o pagamento da dívida pública. Ele afirma que o Tribunal de Contas da União (TCU) já condenou a prática por parte do governo há dez anos, mas nada foi feito para mudar a situação.

Leia mais...

Preço de smartphones pode aumentar até 50%, diz SindiTeleBrasil

10/09/2015

SÃOPAULO - O preço de smartphones poderá crescer 50% neste fim de ano com o término da desoneração desses aparelhos e a alta do dólar, disse Eduardo Levy, presidente-executivo do SindiTelebrasi l, organização que representa as operadoras de telecomunicações.O aumento de custo do setor é considerado "inaceitável" e trabalha contra a recuperação da nota de crédito do país, segundo o executivo.

Ontem, a agência de risco Standard & Poor's (S&P) rebaixou o grau de investimento do Brasil para BB+, que passou a grau especulativo. Para o setor de telecomunicações, o país já perdeu o selo de bom pagador. Agora, é preciso trabalhar para evitar que a situação piore.

Leia mais...

Pagina 6 de 564

cadastre sua empresa

Convênios e Parcerias

convenios-firmados-telebrasil

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.