TELEBRASIL em Foco

O TELEBRASIL Em Foco é a newsletter da TELEBRASIL, na qual abordamos as principais notícias do setor e as novidades da Associação. Caso você queira receber nossos informativos, cadastre-se aqui.

Caso você tenha perdido alguma edição, acesse abaixo o conteúdo online.

TELEBRASIL agradece a participação no 54º Painel e divulga a Carta do Guarujá 2010

O 54º Painel TELEBRASIL reuniu associados, conferencistas e participantes para debater, em profundidade, "O Brasil que queremos em 2011-2014". Do sucesso desse encontro de “mentes e vontades” resultou a Carta do Guarujá 2010, onde a TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações afirma e reitera que o setor de telecomunicações quer “Crescimento com Estabilidade”. (JCF)


icon Leia mais

TELEBRASIL registra “O sucesso do modelo da telefonia”, publicado, hoje, no jornal O GLOBO

O jornal O GLOBO publicou, hoje, dia 23 de setembro (quinta-feira), na página 6 de seu primeiro caderno, sob a rubrica “Opinião”, editorial com o título “O sucesso do modelo de telefonia”. Em destaque, como indicado no olho do referido editorial, a menção “Só a fé ideológica pode justificar a estatização de parte da banda larga”. Confira, aqui, o texto de O GLOBO na íntegra.

O sucesso do modelo da telefonia

O número de telefones celulares habilitados deve ultrapassar este ano o da população brasileira. Segundo levantamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em agosto último havia no país 189,4 milhões de telefones móveis, uma proporção (97,96%) de quase um aparelho por habitante.

Como 84% dos brasileiros vivem hoje em áreas urbanas, e mais de 70% em cidades médias e grandes, a telefonia móvel se transformou no principal canal de comunicação de jovens e adultos. Seja por chamadas de voz, mensagens de texto ou acesso à internet, os brasileiros usam hoje o celular tão rotineiramente que não aceitam mais um serviço de qualidade apenas sofrível. A cobertura deve ser a maior possível e a queda do sinal causa irritação ao usuário. Isso seria impensável anos atrás, antes de se adotar um modelo de competição no setor de telecomunicações. As operadoras disputam cliente por cliente, e o resultado é que há participação equilibrada das principais no mercado (a empresa líder detém uma fatia de 30% e a que está em quarto lugar, 20%).

icon Leia mais

Para onde queremos ir ? O que se debateu no Guarujá – II

O 54º Painel da TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações, nos dias 18 e 19 de agosto, no Hotel Jequitimar, no Guarujá (SP), reuniu conferencistas e participantes para debater, em alto nível, "O Brasil que queremos em 2011-2014". Como pano de fundo, a chegada de um novo quadriênio governamental, o impacto da banda larga para o País e as altas taxas que oneram, hoje, os serviços. Veja, aqui, o painel 2: "Para onde queremos ir?", com o conferencista Hélio Graciosa, tratando de tecnologia.

Para saber mais, leia as Cartas do Guarujá 2009 e 2010

Hélio Marcos Machado Graciosa, presidente da Fundação CPqD – Centro de Pesquisa e Desenvolvimento –, tratou do desenvolvimento da tecnologia para os próximos anos. Valendo-se dos 15 minutos regulamentares, não esqueceu em seu discurso a dimensão humana e social das telecomunicações, além de abordar, de maneira clara, os desafio e as metas para o "Brasil que queremos em 2011-2014", tema do 54º Painel.

Num sutil posicionamento inicial, relativo às possíveis verdades profetizadas pela econometria, alertou o conferencista que iria falar de percepções em relação ao futuro e à evolução tecnológica, aguardada para os próximos anos. Evitaria citar números.

Centrar a tecnologia no homem

Destacou o presidente do CPqD pontos que vão marcar o cenário da tecnologia das telecomunicações.

icon Leia mais

Jorge Marsiaj Leal (*09/07/1927 – †30/08/2010)

A TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações registra, com pesar, o falecimento, no Rio de Janeiro, de seu sócio honorário Jorge Marsiaj Leal, acontecido em 30 de agosto de 2010. Seu sepultamento ocorreu no Cemitério São João Baptista. Um dos idealizadores do CPqD, Jorge Marsiaj foi uma figura a quem as telecomunicações brasileiras, vistas sob várias dimensões, muito devem.

A missa de 7º dia de Jorge Marsiaj será celebrada na Paróquia de N. S. de Copacabana, na Rua Hilário de Gouveia, nº 36, no Rio de Janeiro, às 18h, na próxima segunda-feira, dia 6 de setembro de 2010.

Jorge Marsiaj Leal, natural de Santana do Livramento (RS), na fronteira com o Uruguai, formou-se (turma de 46) oficial na arma de Artilharia pela Escola Militar de Rezende – um dos fundadores da escola, em 1944, hoje Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) – e depois graduando-se como engenheiro pela Escola Técnica do Exército (1955), atualmente Instituto Militar de Engenharia (IME).

Integrando sua formação profissional, participou de visitas técnicas e estágios em organizações e indústrias na Europa (Alemanha, Itália, França, Reino Unido, Holanda, Suécia), Estados Unidos, Canadá e Japão. No Exército Brasileiro, exerceu diversas funções, como engenheiro de Telecomunicações, tendo chefiado inclusive a estação rádio PTA-2 do Batalhão de Suez, parte do Comando da Força de Emergência das Nações Unidas, situado na cidade de Gaza (Egito). Era através da PTA-2 que os expedicionários falavam, por rádio de ondas curtas, com os familiares no Brasil.

icon Leia mais

Para onde queremos ir ? O que se debateu no Guarujá – I

O 54º Painel da TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações, nos dias 18 e 19 de agosto, no Hotel Jequitimar, no Guarujá (SP), reuniu conferencistas e participantes para debater, em alto nível, "O Brasil que queremos em 2011-2014". Como pano de fundo, a chegada de um novo quadriênio governamental, o impacto da banda larga para o País e as altas taxas que oneram, hoje, os serviços. Veja, aqui, o painel 2: "Para onde queremos ir?", com o conferencista Eduardo Levy.

Para saber mais, leia as Cartas do Guarujá 2009 e 2010

Eduardo Levy Cardoso Moreira, diretor-executivo do SindiTelebrasil, falou do futuro das telecomunicações no Brasil. Costurou, em seu discurso, uma retrospectiva dos 12 anos da privatização (1998-2010). Resumiu a visão e os principais pontos defendidos pelas empresas de telefonia e de serviço móvel pessoal.

As vitórias do passado

Numa apresentação sintética e moderna, desfilaram os sucessos de 12 anos da privatização do setor. Chegou-se a 247 milhões de acessos de telefonia fixa, móvel, Internet e TV por assinatura. "Todos" os municípios (5.565 ), até o final de 2010, terão acesso a redes de banda larga fixa. Hoje, são três mil municípios com banda larga móvel; 4.621 municípios com TV por assinatura; e 26 milhões de acessos com banda larga no País, suportados pela rede fixa e pelo 3G, que é a rede móvel de terceira geração.

icon Leia mais

Fórum TELEBRASIL: País precisa de reformas estruturantes imediatas

A implantação das reformas estruturais – tributária, trabalhista, política e previdenciária -, o compromisso com a estabilidade do marco regulatório do setor de telecomunicações e com metas de crescimento expressivas. Estes são alguns pontos destacados na Carta do Guarujá 2010, documento que sintetiza os debates ocorridos nos dias 19 e 20 de agosto, durante o 54º Painel Telebrasil, promovido pela TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações. O encontro reuniu empresários, representantes do governo federal e especialistas que trataram do tema “O Brasil que queremos – 2011-2014”.

O documento salienta que a atuação do setor privado eliminou a crônica carência de serviços de telecomunicações no País, ampliou a cobertura geográfica, elevou a qualidade para padrões internacionais, alcançando a modernidade e colocou a infraestrutura brasileira do setor entre as maiores redes de serviços do mundo. São mais de 247 milhões de acessos conectados, com presença em todas as localidades com pelo menos 100 habitantes.

E acrescenta: “Um novo ciclo se avizinha. Novos governantes, novas ideias, novas metas. Quaisquer que sejam, os novos governantes encontrarão um país mais justo, mais igual, mais exigente, embora com carências crescentes de infraestrutura para atender o imenso contingente populacional que ainda tem educação e renda insuficientes”.

icon Leia mais

Setor de telecomunicações reivindica reformas estruturais na Carta do Guarujá 2010

O 54º Painel Telebrasil terminou, ontem, com a edição da Carta do Guarujá 2010. Denominado O Brasil que queremos – 2011/2014 – Crescimento com estabilidade, o documento aponta a necessidade de realização de reformas estruturais de que o País necessita, especialmente nas áreas tributária, trabalhista, política e previdenciária. Na carta, a TELEBRASIL reafirma a grande contribuição do setor para a economia e a sociedade brasileiras, e lembra que os novos governantes encontrarão um país com mais justiça e igualdade social, “embora com carências crescentes de infraestrutura para atender o imenso contingente populacional que ainda tem educação e renda insuficientes”. O documento apresenta seis pontos sobre os quais o governo e sociedade deverão se mobilizar nos próximos anos. Leia, abaixo, a íntegra da Carta do Guarujá 2010.

O BRASIL QUE QUEREMOS – 2011/2014

Crescimento com estabilidade

A Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), legítima representante do Setor de Telecomunicações no País, tem contribuído de forma decisiva para os avanços e conquistas alcançados pela sociedade brasileira ao longo da última década.

A atuação do setor privado eliminou a crônica carência de serviços de telecomunicações, ampliou a cobertura geográfica, elevou a qualidade para padrões internacionais, alcançando a modernidade e, com orgulho, colocou a infraestrutura brasileira do setor entre as maiores redes de serviços do mundo. São mais de 247 milhões de acessos conectados, com presença em todas as localidades com pelo menos 100 habitantes.

icon Leia mais

Presidente das Organizações Globo defende aprovação do PLC 116

O presidente das Organizações Globo, Roberto Irineu Marinho, durante a palestra de abertura do Congresso ABTA 2010, no dia 12 de agosto último, defendeu a aprovação do PLC 116/10. Marinho ainda sustentou que o artigo 222 da Constituição Federal seja aplicado a todos os meios de comunicações. A seguir, a íntegra da apresentação proferida pelo executivo:

“Bom dia a todos.

É uma honra participar do Congresso da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura. É sempre a ocasião em que, juntos, discutimos os nossos problemas, as oportunidades que se abrem, o nosso nível de desenvolvimento, os nossos acertos e os nossos erros. De tal modo, que o setor pode antever a estrada que temos pela frente e cada empresa pode decidir a melhor maneira de percorrê-la.

Não posso deixar de aplaudir o fato de que esta seja a 18ª edição do Congresso, uma prova eloqüente de que reconhecemos na troca franca de idéias um instrumento indispensável para a construção do futuro.

icon Leia mais

Secretário-geral da TELEBRASIL dá entrevista ao semanário eletrônico TIC sobre o 54º Painel

O secretário-geral da TELEBRASIL, Cesar Rômulo Silveira Neto, concedeu entrevista ao semanário eletrônico TIC - Tecnologia da Informação e Convergência, em sua edição de 11 de agosto. A Revista Eletrônica, da Agência Odisseu, Recife (PE), teve como tema "Mercado e Políticas Públicas", abordando que "O setor privado de telecomunicações realizou o maior programa de inclusão social do Brsail”. Assunto será debatido durante o 54º Painel TELEBRASIL.

O 54º Painel TELEBRASIL acontece nos dias 18 e 19 de agosto, próximos, no Sofitel Jequitimar, no Guarujá (SP).

"Setor privado de telecomunicações realizou o maior programa de inclusão social do Brasil. Assunto será debatido no 54º painel TELEBRASIL"

Cesar Rômulo Silveira, secretário-geral da Associação Brasileira de Telecomunicações.

As telecomunicações no Brasil chegaram, no primeiro trimestre, a mais de 240 milhões de usuários entre serviços de telefonia fixa, celular, internet e TV por assinatura. Um cenário bem diferente do período de gestão estatal, quando o telefone fixo, por exemplo, era privilégio das famílias de maior renda e demorava até dois anos para ser instalado. O salto no desempenho do setor, nos 12 anos que se seguiram à privatização das telecomunicações, foi ressaltado em entrevista pelo secretário-geral da Associação Brasileira de Telecomunicações (TELEBRASIL), Cesar Rômulo Silveira Neto.

icon Leia mais

Brasil: um país muito, muito pouco ou pouco competitivo? – II

Engenheiro e doutor em Administração Internacional, Carlos Arruda coordena o Núcleo de Inovação e Competitividade na Fundação Dom Cabral, em Belo Horizonte (MG). É um dos editores do "Brazil Competitiveness Report 2009", com metodologia do Worlds Economics Fórum, uma ONG que se reúne em Davos (Suíça). Arruda concedeu, com exclusividade, esclarecedora entrevista à TELEBRASIL. Veja, aqui, a segunda parte do diálogo, editado.

O 54º Painel TELEBRASIL acontece nos dias 18 e 19 de agosto, no Sofitel Jequitimar, Guarujá (SP), com o tema "O Brasil que queremos em 2011-2014".

TB – Como o Brasil se comporta no pilar "infraestrutura tecnológica?".
CA – O relatório do Fórum Econômico Mundial deixou um conjunto de variáveis de "prontidão tecnológica", que avalia o potencial do país de ter aceso a recursos de telecomunicação de forma adequada.

TB – Sim; e o Brasil?
CA – Nesse quesito, de "prontidão tecnológica", o Brasil não está mal. Ele ocupa uma posição intermediária na 46ª posição, enquanto no ranking do conjunto o país está na 56ª posição.

icon Leia mais

cadastre sua empresa

Convênios e Parcerias

convenios-firmados-telebrasil

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.