TELEBRASIL em Foco

O TELEBRASIL Em Foco é a newsletter da TELEBRASIL, na qual abordamos as principais notícias do setor e as novidades da Associação. Caso você queira receber nossos informativos, cadastre-se aqui.

Caso você tenha perdido alguma edição, acesse abaixo o conteúdo online.

Brasil entre os dez primeiros no endereçamento Internet; e em trajetória ascendente – II

O Brasil, desde o terceiro trimestre de 2008, pertence ao seleto clube dos dez países que mais possuem dispositivos ligados à Internet. Ingressou no clube em 10º lugar, quando deslocou a Itália no ranking. Agora, está em nono, deixando a Espanha, na décima posição. Veja, nesta segunda e última parte, um panorama sobre Internet e banda larga no mundo e a nossa posição, num momento em que, por aqui, se discute o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Um relatório não deve cingir-se a uma mera exposição de dados. Isto seria apenas erudição. Conclusões precisam dele decorrer e, se o passado não pode prever o futuro – ainda que há os que filosoficamente discordam –, tendências "longas" e curtas podem e devem ser observadas.

No caso em apreço, o relatório descrito tem como base medições auferidas "ao vivo" e trimestralmente sobre uma rede comercial de servidores Internet. Ele fornece uma amostragem do que acontece nessa rede, em termos de conexão IP (Internet Protocol).

Várias conclusões gerais emergem do relatório: 1) conexões e tráfego Internet IP refletem a leitura da conjuntura geoeconômica e geopolítica; 2) mais Internet é sinônimo de região mais desenvolvida; 3) o trio Europa, Ásia e EUA tem mais e melhor conexão Internet do que África, Oceania e América do Sul.

icon Leia mais

Brasil entre os dez primeiros no endereçamento Internet; e em trajetória ascendente – I

O Brasil, desde o terceiro trimestre de 2008, pertence ao seleto clube dos dez países que mais possuem dispositivos ligados à Internet. Ingressou no clube em 10º lugar, quando deslocou a Itália no ranking. Agora, está em nono, deixando a Espanha, na décima posição. Veja, nesta primeira parte, um panorama sobre Internet e banda larga no mundo e a nossa posição, num momento em que, por aqui, se discute o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Quem dá as informações é o Relatório Trimestral da Akamai, empresa que analisa a Internet no mundo, ao auscultar sua rede de 61 mil servidores web distribuídos por 70 países, envolvendo quase mil redes. Segundo dados do 3º trimestre de 2009, um total de 444 milhões de endereços (únicos) IP (Internet Protocol) de 226 países estiveram conectados à plataforma Akamai.

Dez países, de acordo com o relatório da Akamai lideram mundialmente o endereçamento IP. O endereço (único) IP é um número digital atribuído a cada dispositivo conectado à grande rede de computadores. Pelo ranking, em classificação decrescente do endereçamento IP dos dez países campeões situam-se: EUA, China, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Coreia do Sul, Canadá, Brasil (9º lugar) e Espanha.

icon Leia mais

Paulo Alves Lourenço Ramos – (* 20/03/1923 – † 05/03/2010), ex-diretor da TELEBRASIL

Faleceu, em sua residência, no Rio de Janeiro, em 5 de março último, Paulo Alves Lourenço Ramos, aos 87 anos, tendo seu corpo sido sepultado no jazigo da família, no cemitério São Francisco Xavier. Coronel do Exército Brasileiro, da arma de Engenharia, serviu no Rio Grande do Sul. Formado pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), da Praia Vermelha, no Rio, como engenheiro de Telecomunicações. Um dos fundadores da Embratel, foi ainda diretor da TELEBRASIL, de 1998 a 2001.

Paulo Alves Lourenço Ramos, como aluno número nº 1 em sua turma no IME, fez jus a uma bolsa de estudos na cidade de Washington (DC), nos EUA, onde permaneceu por dois anos e meio em estudos voltados para a alta matemática.

O coronel Lourenço, como era chamado, formou-se posteriormente em Ciências Jurídicas pela Universidade Veiga de Almeida. Ao longo de sua carreira dedicada às telecomunicações, foi diretor-geral do Dentel (Departamento Nacional de Telecomunicações) e ocupou cargos executivos na Companhia Telefônica Brasileira (CTB) e nas Telecomunicações do Estado do Rio de Janeiro (Telerj), na qual também foi diretor.

Participou da empresa de consultoria Entel (Empresa de Engenharia de Telecomunicações) – um celeiro de talentos, que desempenhou importante papel no estabelecimento do Código Brasileiro de Telecomunicações. Foi um dos fundadores da Embratel, constituída em 16 de setembro de 1965, como empresa pública, antes do Ministério das Comunicações e da Telebrás. Em 16 de março de 1966, a Embratel adquiriu o controle da Companhia Telefônica Brasileira (CTB), até então em mãos canadenses.

icon Leia mais

TELEBRASIL leva ao Governo contribuição para o Plano Nacional de Banda Larga

Em carta, de 2 de fevereiro último, dirigida ao presidente da República e aos ministros membros do Comitê Gestor do Programa de Inclusão Digital, a TELEBRASIL, por intermédio do presidente Antonio Carlos Valente, manifestou sua preocupação que decisões possam ser tomadas pelo Governo federal, referentes à banda larga, sem o necessário diálogo. Em pauta, a recriação da Telebrás. O empresariado das telecomunicações quer o diálogo democrático e contribuir para que a Sociedade da Informação se torne uma realidade no País.

A carta foi enviada, de maneira individualizada e formal, para Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República; Dilma Vana Rousseff, ministra-chefe da Casa Civil; Erenice Alves Guerra, secretária-executiva da Casa Civil; Cezar Santos Alvarez, chefe de Gabinete-Adjunto de Agenda da Presidência da República; e Franklin de Souza Martins, ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

A listagem prossegue com Hélio Calixto da Costa, ministro de Estado do Ministério das Comunicações; Sergio Machado Rezende, ministro de Estado do Ministério da Ciência e Tecnologia; Fernando Haddad, ministro de Estado do Ministério da Educação; Paulo Bernardo Silva, ministro de Estado do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; e João Luiz Silva Ferreira (Juca Ferreira), ministro de Estado do Ministério da Cultura.

icon Leia mais

Confecom revisitada pelo presidente da Comissão Organizadora

presidente da Comissão Organizadora da 1ª Conferência Nacional de Comunicação – Confecom –, Marcelo Bechara de Souza Hobaika, consultor jurídico do Ministério das Comunicações, concedeu entrevista exclusiva a TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações, dando suas ideias sobre o que representou o evento, ocorrido em Brasília (DF), de 14 a 17 de dezembro do ano passado. A rica entrevista, sobre uma variedade de importantes temas, foi realizada por e-mail. Confira aqui o resultado, editado.

TELEBRASIL – A realização da 1ª Confecom deve, ou não, ser considerada um sucesso? Marcelo Bechara – Deve.

TB – Por quê? MB – Porque foi o maior fórum de discussão sobre comunicação brasileira desde 1988.

icon Leia mais

Abrafix: liminar do STF suspende lei paulista que veda a cobrança da assinatura básica

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, deferiu, em 13 janeiro de 2010, medida cautelar suspendendo a vigência da Lei Estadual nº 13.854 – aprovada em São Paulo, em 7 de dezembro do ano passado. A referida lei veda às prestadoras cobrar "assinatura básica" na conta telefônica, em São Paulo. A Associação Brasileira de Concessionárias de Serviço Telefônico Fixo Comutado – Abrafix – entrou, em 11 de janeiro último, com medida cautelar de ação direta de inconstitucionalidade e pedido de liminar referente àquela lei estadual.

A Abrafix é uma associada TELEBRASIL.

Primeiramente, os antecedentes. A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou recentemente, em 7 de dezembro do ano passado, a Lei nº 13.854, publicada no Diário Oficial Eletrônico (DOE), em 8 de dezembro último, "proibindo a cobrança da assinatura mensal pelas concessionárias de serviços de telecomunicações, decorrentes de serviços de telefonia fixa e móvel celular". Invocou que as prestadoras só poderiam cobrar de seus usuários apenas pelos serviços efetivamente prestados.

O referido diploma legal teve origem no projeto de Lei nº 255, de 2002, de autoria do deputado Jorge Caruso (PMDB-SP). Em janeiro de 2006, o projeto foi integralmente vetado pelo então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP). A assinatura mensal, como tratada no referido projeto de lei, seria inconstitucional por ser assunto da alçada federal e não estadual. Já o autor do projeto viu que o tema era de âmbito estadual, por se tratar de uma relação de consumo.

icon Leia mais

TELEBRASIL registra: "O que pode mudar no setor depois da Confecom"?

Com o título acima, a experiente jornalista e publisher Lia Ribeiro Dias publicou no Plantão tele.síntese, de 8 de janeiro último, matéria analítica referente à Conferencia Nacional de Comunicações – Confecom –, que definiu como "um grande fórum democrático". Um dos pontos cruciais, em destaque na matéria, é "a banda larga como serviço público". Veja, aqui, o texto na íntegra.

A Tele.Síntese é uma parceria da TELEBRASIL

Antes de mais nada, a 1ª Conferência Conferência Nacional de Comunicações (Confecom), realizada entre 14 e 17 de dezembro, em Brasília, foi um grande fórum democrático onde representantes da sociedade civil, do empresariado e do governo discutiram temas polêmicos, excluídos da pauta nacional desde a Constituinte de 1988.

Também deliberaram sobre questões relacionadas à democratização das comunicações no país. Desse encontro, todos saíram se declarando vitoriosos, apesar da polarização das posições, especialmente na discussão das chamadas questões sensíveis. O setor de telecomunicações, representado pela Telebrasil, que compareceu com uma bancada de 416 delegados, não foi exceção à regra.

icon Leia mais

Antonio Carlos Valente, presidente da TELEBRASIL, em entrevista de fim de ano

Em entrevista exclusiva, o presidente da Associação Brasileira de Telecomunicações, Antonio Carlos Valente, fala do difícil ano 2009 e do promissor 2010. Explica a importância e o surgimento do "monobloco". Seus chapéus. O empresariado das telecomunicações quer voz unificada sobre pontos comuns. Ainda na entrevista, a atuação da TELEBRASIL, os Painéis e o relacionamento com o Congresso e com a Anatel. Além da participação na Confecom, a tributação e o relacionamento com o consumidor. Veja aqui.

TELEBRASIL – Qual é a idéia do "monobloco"? }
AV – Um projeto que visa unificar o comando das principais associações do setor de telecomunicações.

TB – Como surgiu esta denominação?
AV – Ela se deve à "criação artística" do João de Deus, da Oi, que foi o idealizador desta denominação.

TB – Quando tudo se iniciou?
AV – O projeto foi iniciado na TELEBRASIL, em julho de 2008, e foi, posteriormente, continuado pela Febratel.

icon Leia mais

Pagina 14 de 14

cadastre sua empresa

Convênios e Parcerias

convenios-firmados-telebrasil

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

logo-telebrasil 11

  

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.