Para onde queremos ir ? O que se debateu no Guarujá – I

O 54º Painel da TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações, nos dias 18 e 19 de agosto, no Hotel Jequitimar, no Guarujá (SP), reuniu conferencistas e participantes para debater, em alto nível, "O Brasil que queremos em 2011-2014". Como pano de fundo, a chegada de um novo quadriênio governamental, o impacto da banda larga para o País e as altas taxas que oneram, hoje, os serviços. Veja, aqui, o painel 2: "Para onde queremos ir?", com o conferencista Eduardo Levy.

Para saber mais, leia as Cartas do Guarujá 2009 e 2010

Eduardo Levy Cardoso Moreira, diretor-executivo do SindiTelebrasil, falou do futuro das telecomunicações no Brasil. Costurou, em seu discurso, uma retrospectiva dos 12 anos da privatização (1998-2010). Resumiu a visão e os principais pontos defendidos pelas empresas de telefonia e de serviço móvel pessoal.

As vitórias do passado

Numa apresentação sintética e moderna, desfilaram os sucessos de 12 anos da privatização do setor. Chegou-se a 247 milhões de acessos de telefonia fixa, móvel, Internet e TV por assinatura. "Todos" os municípios (5.565 ), até o final de 2010, terão acesso a redes de banda larga fixa. Hoje, são três mil municípios com banda larga móvel; 4.621 municípios com TV por assinatura; e 26 milhões de acessos com banda larga no País, suportados pela rede fixa e pelo 3G, que é a rede móvel de terceira geração.

icon Leia mais