Sem antena, sem celular

01/06/2017

Ninguém vive sem celular e o celular não funciona sem antena. Permitir o acesso às telecomunicações, além de incluir pessoas, gera riqueza para a economia do país. Esse é o mote do vídeo produzido pelo setor para alertar sobre a necessidade de as autoridades compreenderem a importância de se ter leis que possibilitem e incentivem a instalação de antenas para atender a demanda da população por banda larga e para o desenvolvimento dos próprios municípios.

De forma clara e didática, o vídeo mostra que sem as antenas é impossível usar o celular, hoje, o principal meio de comunicação e de acesso à Internet da maior parte da população brasileira. Para garantir que o consumidor continue a usufruir dos múltiplos conteúdos e serviços disponíveis na internet, é preciso ampliar o número de antenas em operação.

Dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT), braço da ONU para o setor, mostra que a cada aumento de 10 pontos percentuais em penetração de banda larga em um país, ocorre um impulso de até 1,4 ponto percentual do Produto Interno Bruto (PIB). A massificação da banda larga depende da atualização das leis para permitir mais antenas, melhoria na qualidade dos sinais e mais desenvolvimento pelo uso da banda larga. Assistam.

Veja mais matérias da Newsletter Telebrasil

Dois anos depois da Lei das Antenas, mais de 300 municípios ainda têm legislação defasada

Nas contas das prestadoras, regras distintas e limitações que extrapolam a legislação federal dificultam o processo de expansão da infraestrutura e, portanto, a ampliação da cobertura dos serviços.

Leia mais
Internet móvel está presente em mais de 5 mil municípios do Brasil

Mais de 98% da população brasileira moram em cidades com redes de 3G, e o 4G já chega a 1.925 municípios.

Leia mais

Copyright © 2017 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital