53º Painel TELEBRASIL: de formato renovado, estimula “concertação” sobre o Projeto Nacional de Banda Larga – VI

20090923-foto1“Concertação” é a reunião de agentes distintos, em concerto harmônico sobre um tema. Isto aconteceu no evento da TELEBRASIL – Associação Brasileira de Telecomunicações, realizado nos dias 26 e 27 de agosto último, que focou o Plano Nacional de Banda Larga. Neste módulo, a parte final do evento, com a cerimônia de posse dos dirigentes eleitos da FEBRATEL – Federação Brasileira de Telecomunicações – e a leitura da "Carta do Guarujá".

Para situar o leitor, esta matéria refere-se ainda à jornada de trabalho do 53º Painel TELEBRASIL, do dia 27 de agosto, sobre o tema “Projeto Nacional de Banda Larga (PNBL) – Investimento em Inovação, Produtividade e Competitividade com Inclusão Social”, ocorrida no Jequitimar Hotel, no Guarujá (SP).

Jornada de trabalho – 10 (encerramento)

Houve um intervalo no Plenário, no qual os três Conselhos – Administrativo, Consultivo e Fiscal – se reuniram para a apreciar a versão final da Carta do Guarujá (proposta pela Diretoria Estatutária, aprovada por aclamação pelo Conselho de Administração e subscrita pelos diretores estatutários da TELEBRASIL). Findo o intervalo, formou-se no Plenário a mesa de encerramento do 53º Painel com a posse dos dirigente eleitos da FEBRATEL – Federação Brasileira de Telecomunicações – para o próximo quadriênio, seguida da leitura da "Carta do Guarujá".

A mesa de encerramento teve, ao centro, o presidente sainte Luiz Alberto Garcia – fundador e dirigente da FEBRATEL de 2005 a 2009 –, ficando à sua direita Antonio Carlos Valente, presidente eleito da Federação (órgão sindical patronal de 2º grau). Completaram a mesa representantes dos sindicatos filiados à FEBRATEL: Seta, Sinder, SindiTelebrasil, Sinstal, Siitep, Sindhart e Sindimest-RJ.

20090923-foto2Foram convidados a compor a mesa: Alexandre Annenberg, pelo Seta (empresas operadoras de sistemas de televisão por assinatura); Luiz Otavio Prates, Sindisat (empresas de telecomunicações por satélite); Mario Cesar de Araújo, Sinditelebrasil (empresas de telefonia e de serviços móvel celular e pessoal); Vivien Suruagy, Sinstal (empresas prestadoras de serviços e instaladoras de sistemas e redes de TV por assinatura-cabo); e Orestes Parreira, Sinder (empresas de radiocomunicações).

Ainda foram chamados: Hélio Bampi, Siitep (indústrias de instalações telefônicas no estado do Paraná); Tércio de Oliveira, Sindhart (empresas holdings, de prestação de serviços, de administração de recursos humanos, telemarketing, de rede de dados, assessoramento, consultoria e informações de Uberlândia); e Jorge Pires Coreia, Sindimest-RJ (indústrias, empresas de instalação e manutenção de redes, equipamentos e sistemas de telecomunicações do estado do Rio de Janeiro).

20090923-foto3Em seu pronunciamento, ouvido em atento silêncio pelos presentes, Luiz Alberto Garcia ainda como presidente da FEBRATEL manifestou que o setor de telecomunicações tem de ser mais unido. "Somos como um elefante de circo que não tem consciência de sua própria força", disse o empresário. Deu um recado étic "aprendi ao longo dos anos que idoneidade moral é inegavelmente mais forte que a idoneidade financeira. As necessidades financeiras das entidades são enormes e todos os projetos levam a pareceres jurídicos que têm que ser remunerados".

Agradeceu nominalmente à equipe da TELEBRASIL pelo seu trabalho e não deixou de citar amigos. Em relação a seu sucessor na Presidência da FEBRATEL, confidenciou Luiz Garcia que aprendeu a respeitar Antonio Carlos Valente no convívio mútuo propiciado por idas de carro à Fundação CPqD, em Campinas (SP), da qual ambos são curadores. Utilizando uma analogia, lembrou Garcia que o fenômeno da convergência do setor exige um trabalho tanto de formiguinha quanto de elefante. Referiu-se também sobre a ida da sede da FEBRATEL para Brasília (DF) e sobre a contribuição associativa da Federação, cujo boletos estão na rua.

Hélio Bampi, do Siitep, tomando a palavra, disse que é preciso consolidar a idéia da Confederação. Qualificou Luiz Garcia como uma pessoa cativante, com visão ética e estratégica e que injeta energia em suas realizações. O trabalho de Luiz Garcia, um "bacharel em unanimidade" deve ser reconhecido, observou Hélio Bampi. Em meio a aplausos, um forte abraço entre Luiz Alberto Garcia e Antonio Carlos Valente selou a passagem do cargo de presidente da FEBRATEL.

Jornada de Trabalho – 12 (final)

Antonio Carlos Valente, já como presidente empossado da FEBRATEL, manifestou estar extremamente contente de ter sido escolhido para levar à frente o projeto de uma representatividade forte para o setor iniciada por Luiz Alberto Garcia.

Confirmou as viagens de carro a Campinas (SP), desfrutando do tempo de Luiz Alberto Garcia. Observou que o empresário possui uma grande capacidade de mobilização, o que o incentivou a continuar o seu trabalho.

20090923-foto4Explicou Valente que a Federação Brasileira de Telecomunicações é parte integrante de um projeto maior, apelidado apropriadamente por João de Deus, do SindiTelebrasil, de "monobloco", com o que a "TELEBRASIL cresce como uma associação extremamente representativa". Os diretores da TELEBRASIL (a maioria é formada pelos presidentes das prestadoras de serviços de telecomunicações) passaram a também a ser diretores da FEBRATEL.

Valente nominou, a seguir, todos os titulares que compõem a Diretoria eleita da FEBRATEL, e da qual ele é o presidente: 1º VP, Luiz Eduardo Falco Pires Correia (Oi e SindiTelebrasil); 2º VP, José Formoso Martinez (Embratel e SindiTelebrasil). E como diretores: administrativo, Mário Cesar Pereira de Araújo (TIM e SindiTelebrasil); financeiro, José Antonio Guaraldi Felix (NET e Seta); desenvolvimento e tecnologia, Amos Genish (GVT e SindiTelebrasil); relações sindicais, Alexandre Annenberg Neto (ABTA e Seta); comunicações, Luiz Eduardo Baptista Pinto da Rocha (Sky e Seta); e relações corporativas, Luiz Alexandre Garcia (Algar e SindiTelebrasil).

Ainda citou os diretores de relações institucionais: Fernando de Melo Mousinho (Seta); Luiz Otavio Vasconcelos Prates (Sindisat); Guilherme de Souza Villares (Sinder); George Paiva Costa Filho (Sindimest-RJ); Helio Bampi (Siitep); e Cicero Domingues Pena (Sindhart). E os diretores institucionais: jurídico, Roberto Oliveira de Lima (Vivo e SindiTelebrasil); relações trabalhistas e sindicais, Vivien Mello Suruagy (Sinstal); planejamento e desenvolvimento de mercado, João Cox Neto (Claro e SindiTelebrasil). No Conselho Fiscal: Raphael Martins dos Santos (Siitep); Orestes Batista Parreira Junior (Sinder); Pérsio José de Oliveira (Sindhart); e como delegados confederativos: Antônio Carlos Valente (Telefônica e SindiTelebrasil); e Alexandre Annenberg Neto (ABTA e Seta).

Depois dos agradecimentos de praxe aos palestrantes, aos diretores estatutários da TELEBRASIL, aos organizadores do evento, aos participantes, aos parlamentares; e à imprensa presentes ao 53º painel, Antonio Carlos Valente leu na íntegra a "Carta do Guarujá e em meio a aplausos deu por encerrado o 53º Painel TELEBRASIL.

cadastre sua empresa

Associados

Fique Informado!

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Recomende aos amigos!

logo-telebrasil 11

  

TELEBRASIL


foto-localizacao-telebrasil 

Razão Social: TELEBRASIL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES
Tel.: +55 (21) 2244-9494
Fax:+55 (21) 2542-4092
CNPJ/MF: 42.355.537/0001-14
Inscrição Municipal: 01.062.450

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.